arquivo

Japão

O fotógrafo japonês Toyokazu Nagano é pai de duas meninas, Miu e Kanna. Como todo pai orgulhoso, adora fotografar suas filhas nas situações engraçadas do dia a dia. Mas Nagano foi um pouco mais além: inventando, produzindo e fotografando suas próprias situações, tudo com muito bom humor e bom gosto. As meninas entraram na brincadeira e fazem todo o teatro. Especialmente a pequena Kanna, que protagoniza (brilhantemente) todas as fotos abaixo e já decidiu que, quando crescer, quer ser uma estrela.

Nagano-Toyokazu9 Nagano-Toyokazu14 Nagano-Toyokazu8 Nagano-Toyokazu6 Nagano-Toyokazu11 Nagano-Toyokazu2 Nagano-Toyokazu21 Nagano-Toyokazu13 Nagano-Toyokazu16 Nagano-Toyokazu1 Nagano-Toyokazu7 Nagano-Toyokazu17 Nagano-Toyokazu12 Nagano-Toyokazu18 Nagano-Toyokazu3 Nagano-Toyokazu20 Nagano-Toyokazu4 Nagano-Toyokazu5 Nagano-Toyokazu10 Nagano-Toyokazu15 Nagano-Toyokazu19

Anúncios

Em 1964, o fotógrafo inglês Michael Rougier, da LIFE Magazine, viajou para Tóquio para documentar a a vida da juventude japonesa da época. As fotos são massa e mostram uma realidade surpreendente. A minha impressão sobre os japoneses (vale destacar que é apenas uma impressão) é de um povo mais contido. Obediência e disciplina me vêm automaticamente a cabeça, especialmente quando falamos de 50 anos atrás. Mas em suas fotos, Rougier registrou jovens vivendo intensamente, adolescentes que quebraram os laços com suas famílias por uma vida longe do autoritarismo e perto da liberdade.

“I believe that in design, 30% dignity, 20% beauty and 50% absurdity are necessary”. Esta declaração é do designer japonês Shigeo Fukuda e traduz bem o seu trabalho, que consegue ser ousado, expressivo e minimalista ao mesmo tempo. Fukuda ficou famoso pelos vários posters (muitos de caráter político e ambiental) que criou nas décadas de 70 e 80. São incríveis!