arquivo

estampa

Se eu tivesse que mandar agora um recado para a artista francesa Camille Walala, eu diria: “Passa aqui em casa, pinta tudo e deixa meu mundo assim maravilhoso, por favor. Obrigada!”. Que trabalho incrível! Para construir seu estilo, Camille buscou inspiração na belas e geométricas superfícies e estampas da tribo africana Ndebele e uniu com influência do Grupo Memphis, movimento artístico italiano, ocorrido na década de 80. A mistura foi perfeita e o resultado, indiscutivelmente lindo.

CamilleWalala10 CamilleWalala11 CamilleWalala17 CamilleWalala16 CamilleWalala1 CamilleWalala2 CamilleWalala3 CamilleWalala4 CamilleWalala12 CamilleWalala14 CamilleWalala15
CamilleWalala18
CamilleWalala19
CamilleWalala5
CamilleWalala6 CamilleWalala7

Nunca fui uma grande admiradora da estética dos anos 80, mas o trabalho da designer francesa Nathalie Du Pasquier (que tem a cara desta década) mudou minha cabeça. As estampas de Nathalie, criadas entre 1981 e 1986 para fins decorativos, são fantásticas. Paletas de cores pouco convencionais e formas abstratas e geométricas caracterizam seu belo trabalho. As estampas foram desenvolvidas para Memphis, coletivo de designers e arquitetos de Milão que desenvolviam móveis, objetos de design e decoração. Nathalie foi uma das fundadoras da Memphis, mas mudou para a carreira de artista plástica em 1986.

Josef Frank (1885-1967) é um dos mais importante nomes na história do design têxtil no mundo. O arquiteto e designer austríaco começou a atuar nesta área apenas aos 50 anos de idades, quando se mudou para a Suécia e entrou para Svenskt Tenn, companhia de design de interiores fundada em 1924. Frank criou uma infinidade de estampas maravilhosas, a grande maioria com temas botânicos. Suas criações são riquíssimas em cores, detalhes e bom gosto. O que mais me impressiona é o fato de suas estampas, desenvolvidas há mais de 50 anos atrás, serem tão atuais. Até hoje a Svenskt Tenn comercializa o legado de Frank, seja como tecidos, papeis de parede ou estofados. E ele continua tornando os lares mais bonitos.



Milleneufcentquatrevingtquatre é uma marca francesa de lenços de seda. O nome quer dizer 1984 em francês, ano em que nasceram Amelie Charroin e Marie Colin-Madan, as duas designers criadoras da marca. Usando técnicas como pinturas, desenhos e colagens, Amelie e Marie criam belíssimas estampas para seus lenços. Os desenhos são fantásticos e, se eu tivesse um lenço desses, ficaria bem indecisa entre usá-lo ou emoldurá-lo como uma verdadeira obra de arte.