arquivo

design gráfico

Isso que é design do bom. Tipografia massa, composições impecáveis, tudo com muita elegância. Abaixo, alguns dos belos posters do designer norte-americano Alvin Diec.

AlvinDiec-12AlvinDiec-16AlvinDiec-8
AlvinDiec-10 AlvinDiec-5AlvinDiec-11 AlvinDiec-13AlvinDiec-4AlvinDiec-3
AlvinDiec-9 AlvinDiec-2AlvinDiec-15

Anúncios

O polonês Dawid Ryski é o filho único do chefe dos bombeiros da pequena cidade de Pulawy. Ao invés de seguir os passos do pai, resgatando heroicamente pessoas de incêndios, Ryski se rendeu a sua paixão por skates, punk e street art e virou um ilustrador sensacional. O talento dele é inegável e seu traço e seu bom humor são massa. Ainda bem que ele não virou bombeiro!

Talkseek-10Talkseek-9Talkseek-6Talkseek-5
Talkseek-3Talkseek-23Talkseek-2Talkseek-12Talkseek-17Talkseek-16Talkseek-15Talkseek-24Talkseek-22 Talkseek-21 Talkseek-20 Talkseek-19





Stefan Kanchev (1915-2001) foi um grande designer búlgaro. Desses designers completos, que são bons em todas as áreas de atuação: embalagens, editoriais, marcas, anúncios publicitários, posters e, até mesmo, selos. E foram estes que mais chamaram minha atenção. Com uma incrível riqueza de detalhes, um senso de composição impecável e cores muito bem selecionadas, Kanchev desenvolveu uma série de belíssimos selos para seu país. Apesar da limitação espacial dessas peças, não poupou nos ornamentos. Cada selo é uma obra de arte. Massa!

StefanKanchev2 StefanKanchev3 StefanKanchev4 StefanKanchev7 StefanKanchev8 StefanKanchev9StefanKanchev6 StefanKanchev10 StefanKanchev11 StefanKanchev12 StefanKanchev13 StefanKanchev14 StefanKanchev15 StefanKanchev16

O artista Emory Douglas trabalhou como ministro da cultura do Partido dos Panteras Negras (The Black Panther Party), organização socialista afro-americana que atuou nos Estados Unidos entre 1967  e 1988, defendendo os direitos dos negros. Com um traço massa, Douglas (na foto abaixo) desenvolveu posters de divulgação e ilustrações para o jornal mensal do grupo. O trabalho foi muito além da comunicação, pois as peças são fantásticas. Vale a pena dá uma olhada neste site, para compreender melhor o conceitos de seu trabalho. Massa.

EmoryDouglas1 EmoryDouglas3 EmoryDouglas4 EmoryDouglas5 EmoryDouglas6 EmoryDouglas7 EmoryDouglas8 EmoryDouglas9 EmoryDouglas11 EmoryDouglas12 EmoryDouglas13 EmoryDouglas14Emory

A jovem design inglesa Dawn Gardner tem um incrível talento para colagens, sejam elas manuais ou digitais. Em suas composições, Gardner usa recortes de revista e livros antigos. Para ela, o legal é dá uma nova roupagem para imagens do passado, tornando-as belas e atuais. Produtos (posters, capas de celular, entre outros) estampados com trabalhos de Gardner estão a venda neste site.

The Project Twin é um estúdio irlandês de design e ilustração criado pelos irmãos James e Michael Fitzgerald. Dentre os vários trabalhos legais da dupla, teve um que me encantou pela criatividade e bom humor. A-Z of Unusual Words é uma série de 26 posters que ilustram 26 palavras estranhas começadas com cada uma das 26 letras do alfabeto. As palavras são esquisitas e engraçadas, assim como suas definições. Ai vão alguns dos posters que mais gostei (seguidos de legendas explicativas).

BIBLIOCLASM
The practice of destroying, often ceremoniously, books or other written material and media.

CACODEMONOMANIA
The pathological belief that one is inhabited by an evil spirit.

FANFARONADE
Swaggering; empty boasting; blustering manner or behavior; ostentatious display.

MONTIVIGANT
Wandering over hills and mountains.

POGONOTROPHY
The act of cultivating, or growing and grooming, a mustache, beard, sideburns or other facial hair.

RECUMBENTIBUS
A knockout punch, either verbal or physical.

SCRIPTURIENT
Possessing a violent desire to write.

TARANTISM
A disorder characterised by an uncontrollable urge to dance.

WELTER
A confused mass; a jumble; turmoil or confusion.

YONDERLY
Mentally or emotionally distant; absent-minded.

Sempre achei muito difícil desenvolver pictogramas. Criações ricas em detalhes podem parecer bem trabalhosas, mas sintetizar um monte de informações em poucos traços é muito mais. Quando se cria ícones e pictogramas seu trabalho está sempre correndo o risco de não estar tão sintetizado assim ou de estar sintetizado demais a ponto de não trasmitir a informação completa. Viktor Hertz é um designer sueco que não só sabe criar ícones bem legais como os usa bastante em seu trabalho. Ele desenvolveu uma linha de posters de filmes utilizando apenas pictogramas. O resultado é massa e, naturalmente, minimalista.