arquivo

Arquivo mensal: agosto 2012

Aproveitando o clima de tatuagem da semana (post Hoje é dia de Tatuagem), ai vão os maravilhosos bonecos tatuados criados e confeccionados pela americana Mimi Kirchner.


Anúncios

O ilustrador canadense Geoff Mcfetridge desenvolveu uma série de desenhos para um projeto massa do MOCA (Museum of Contemporary Art, de Los Angeles) em parceria com a Nike. As ilustrações são incríveis, e a simplicidade da tinta preta sobre papel craft contrapõe com a complexidades das situações retratadas. Os desenhos foram literalmente transformados em 24 pares de tênis. Tênis não, peças de arte fantásticas.

Não tenho tatuagem, não pretendo fazer (já pretendi), sou bem crítica com a maioria das que vejo por aí, mas ainda assim acho massa. Meu gosto é bem restrito: sem cor, só preto, de preferência geométrica e com mais linha do que preenchimento. A parte do corpo que vai ser tatuada pode comprometer completamente a beleza da tatuagem, não importa quão maravilhosa ela seja. Com tanta implicância dá pra ver que nunca vou me tatuar, o que não significa que eu não admire quem o faça, especialmente quem faz e acerta. Ai vão algumas que adoro.

O fotógrafo albanês Gjon Mili foi um dos precursores da técnica de light painting e a melhor coisa que ele fez foi mostrar seus novos experimentos para o mestre espanhol Pablo Picasso, em 1949. O artista se encantou pela novidade e, com uma pequena lanterna, reproduziu desenhos no ar diante das lentes de Milli, tudo com seu traço incrível e inconfundível. O ensaio é fantástico e tão atual que fica difícil de acreditar que foi produzido há 60 anos atrás.